Casamento em Igreja Evangélica

Quando um casal evangélico (popularmente conhecido como “protestante” ou “crente”) resolve contrair matrimônio, surge a primeira pergunta: vamos casar só no civil ou precisamos de uma cerimônia religiosa para oficializar nosso casamento?

Para os evangélicos, o casamento não é um sacramento (fase obrigatória da vida do cristão), mas a igreja considera o casamento uma “instituição divina”, importante para formalizar a união diante da comunidade e, principalmente, para pedir a benção de Deus para os noivos.

É por isso que hoje observamos um crescimento acentuado de casamentos declarados evangélicos. A BEST FESTAS por exemplo, tem cerca de mais de 60% dos seus clientes  optando por uma cerimônia de casamento evangélico.

Diferente do casamento católico, no casamento evangélico não há juramento, e sim um compromisso de amor, fidelidade e respeito mútuo. Mas as diferenças não param por ai: a cerimônia evangélica é mais informal geralmente destituída de ritos tradicionais.

Normalmente, são previstos apenas uma madrinha e um padrinho, que têm funções específicas. A ela cabe segurar o buquê da noiva, a ele, passar as alianças na hora da benção. Os pais dos noivos não costumam ficar no altar junto com os noivos. Devem sentar-se nos primeiros bancos, lado a lado, logo atrás da noiva e do noivo. O pai da noiva, depois de entregar a filha no altar, junta-se a eles.

Os noivos costumam ter uma conversa prévia com o pastor ou celebrante para se conhecerem melhor e para definirem as características do evento. Além do compromisso firmado, os noivos as vezes prestam homenagens recíprocas, cantando músicas ou contanto seu testemunho de vida e a história do casal (dependendo do estilo da igreja).

Pode ser realizada também uma ceia especial – comunhão – onde noivos e convidados comem pão e tomam vinho (ou suco de uva) junto com os convidados. O celebrante faz uma preleção espontânea, onde costuma falar do casal, da importância da família e da presença de Deus em todos os aspectos da vida.

Em seguida é feita uma oração em que se pede a benção de Deus na vida da nova família. Pode ser combinado também o testemunho de parentes ou amigos do casal, assim como orações improvisadas ou do “Pai Nosso”, que tem poucas diferenças do que é rezado pelos católicos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply

Design: NewWpThemes | Powered By Wordpress Themes